Digite abaixo o que procura:

Conheça 12 expressões utilizadas na moda sustentável!

Conheça 12 expressões utilizadas na moda sustentável!

Muito se fala sobre consumo consciente e moda sustentável. De um lado, os consumidores estão mais atentos sobre a qualidade e procedência de suas roupas. De outro, as empresas buscam atender esse perfil de consumo minimizando os danos ambiental.  

Atualmente, a moda é vista como a indústria que mais impacta negativamente o planeta. Porém, com tanta informação, nem sempre é fácil aderir às tendências. Com tantas expressões englobadas nesse meio, até mesmo o consumidor pode não entender os conceitos. Veja nosso glossário sustentável! 

12 expressões utilizadas na moda sustentável!

Slow Fashion, Circular Fashion, Upcycling: as palavras em inglês podem parecer realmente muito complexas. Entretanto, quando analisadas de perto, é possível entender de quais formas elas estão presentes em nosso cotidiano. Entenda cada um desses conceitos:  

1. Moda sustentável  

Adesão a um consumo com abordagem ecológica, que gera menos impacto ao meio ambiente. Não tem a ver apenas com consumir, mas com projetar e fabricar coleções limpas, duradouras e inclusivas. 

2. Moda orgânica

Uma ramificação da moda sustentável que tem como foco o uso de materiais com fibras naturais nas confecções, como: algodão orgânico, cânhamo, seda, etc. Se trata de uma produção livre de agrotóxico ou pesticidas.   

3. Moda ética  

Além do cuidado com a produção, essa ramificação respeita os direitos dos trabalhadores envolvidos, cuidando desde o salário até as condições nos ambientes de trabalho.  

4. Slow Fashion  

É o oposto de Fast Fashion – produção de roupa em grande escala. Nesse tipo de confecção é priorizado a qualidade ao invés da quantidade. As peças costumam ser atemporais, personalizadas e duráveis, incentivando o uso consciente da roupa. Conheça mais sobre a Slow Fashion!

5. Circular Fashion

Conceito que prevê o reaproveitamento de roupas já em uso, as mantendo sempre em rotatividade. Objetivo é evitar o descarte de peças em bom estado.  

6. Upcycling

Se trata da transformação de resíduos, materiais ou peças antigas em algo extremamente novo.  

7. Reclycling

A tão conhecida reciclagem. Diferente do Upcycling, a criação vem a partir do próprio lixo. Um bom exemplo é a utilização de garrafa pet na criação de fios para vestimentas.  

8. Second-hand

É uma das alternativas mais sustentáveis que existem. A tendência investe em roupas de segunda mão, já utilizadas por outra pessoa. A aquisição é feita em brechós ou por trocas pessoais. Saiba como realizar a curadoria de roupas!

9. Cruelty-free

Conceito que não apoia crueldades em animais, evitando testes e experimentos. 

10. Minimalismo

É um estilo de vida que busca reduzir o consumo e quantidade de coisas, focando no que realmente é necessário e utilizado. Não se aplica somente ao universo da moda.   

11. Greenwashing  

A tradução seria “lavagem verde”. Mas, o conceito está atrelado a empresas que usam a moda sustentável como uma “maquiagem” para fingir uma postura que, na prática, não aplica. São aquelas marcas que apostam em embalagens recicláveis e suspensão de testes com animais, mas que não mudam a forma de produção e os conceitos éticos internos.  

12. Transparência  

É o compartilhamento aberto de informações sobre a produção têxtil – desde a colheita até a vitrine. Uma marca 100% sustentável possui políticas de transparência bem consolidadas.  

Qual a importância de aderir à moda sustentável?

Aderir às práticas sustentáveis não é mais um diferencial e sim uma exigência de mercado. Até porque, o consumo consciente não auxilia apenas na recuperação e preservação do meio ambiente. Os novos conceitos e hábitos no mercado da moda permitem aumentar a prosperidade social e econômica desde o trabalhador até o consumidor final.  

Cuide das suas roupas!

Existe muito profissionalismo e zelo em cada peça sustentável. Por isso, cuidar e aumentar a sua durabilidade é uma função do consumidor. Mas, isso é uma tarefa bastante simples: basta ler as informações trazidas nas etiquetas. Você tem dúvida sobre produção têxtil e sustentável? Entre em contato com a Sansil! 

Comente esse post